sábado, 17 de setembro de 2016

Aumentou a população de Jaíba e diminuiu os eleitores – a causa pode ser reflexo do último junta junta e acordão de políticos inimigos que viraram amigos

Um fato nada comum aconteceu em Jaíba entre as eleições de 2012 e 2016. Sabe-se pelas estatísticas que o município jaibense é o que mais cresce em função do Projeto de Irrigação que está sempre trazendo novas famílias para aqui residirem. De maneira bastante estranha a população cresceu e o número de eleitores diminuiu.
Podemos observar no gráfico ao lado que após as eleições de 2012 (eleição da bagunça) teve uma redução de 318 eleitores para a próxima em 2014. Pesquisamos os dados desde o ano de 2004 enfatizando a forma bianual quando acontecem as eleições municipais e estaduais/federais.
A diminuição do eleitorado pode está ligada ao descrédito do eleitor que preferiu transferir o título para outra cidade diante da bagunça generalizada da última eleição para prefeito e sua grave consequência para a população.
Além de pessoas que moram em outras cidades e preferiram transferir o domicílio eleitoral para sua cidade de morada, têm aqueles jovens que não fizeram o cadastramento pela desconfiança nos políticos desta cidade diante dos tormentos vividos com aquele fatídico junta junta que deixou apenas amarguras na lembrança das pessoas de bem.

Lembrando que a Câmara Municipal viabilizou este ano por três vezes a vinda do Cartório Eleitoral de Manga até Jaíba e Projeto Jaíba, proporcionando cerca de 1 mil novas inscrições eleitorais. Se não fosse tomada esta medida, a situação seria bem pior. 

Dinheiro dos professores municipais de Jaíba está sobrando na prefeitura – MILHÕES

O Governo Federal repassou aos cofres da prefeitura de Jaíba no mês passado (agosto) e está devidamente depositado numa conta do Banco do Brasil agencia desta cidade R$ 5.,809.318,41 (quase seis milhões de reais) que deve ser gasto no setor de educação e 60% deste montante deve ser aplicado na remuneração salarial dos servidores da educação. 60% deste valor se distribuído para cerca de 500 servidores lotados no setor de educação pode chegar ao valor de sete mil reais para cada funcionário, o que é uma boa renda em tempo de crise.
O Fundeb é um fundo que fornece recursos para todas as etapas da Educação Básica – desde creches, Pré-escola, Educação Infantil, Ensino Fundamental, Ensino Médio até a Educação de Jovens e Adultos.
Além dos profissionais do magistério (professores) que são beneficiados com estes recursos, a Lei do Fundeb refere-se a trabalhadores da educação, aí incluídos auxiliar de serviços gerais, auxiliar de administração, secretário da escola, bibliotecário, nutricionista, vigilante, merendeira, porteiro, etc., lotados e em exercício nas escolas ou órgão/unidade administrativa da educação básica pública.
Os critérios para concessão dos eventuais pagamentos de abonos devem ser definidos no âmbito da administração local, que deve estabelecer o valor, a forma de pagamento e demais parâmetros que ofereçam, de forma clara e objetiva, os critérios a serem observados, os quais deverão constar de instrumento legal que prevejam as regras de concessão, garantindo a transparência e a legalidade do procedimento.
É importante destacar que, caso o total do pagamento da remuneração mensal normal dos profissionais da educação básica atinja ou ultrapasse o percentual mínimo de 60% dos recursos do Fundeb recebidos durante o ano, não haverá obrigatoriedade de pagamento do abono, que ocorre normalmente para complementar o valor que estiver faltando para alcançar esse percentual mínimo de 60% do Fundeb.
Sua adoção, pelo Município, será decorrente de decisões políticoadministrativas inerentes ao processo de gestão desses entes governamentais, que os adotarão, ou não, com fundamento na legislação local.
Lembrando que os profissionais da educação municipal de Jaíba já receberam este abono, quando o secretário de educação era Marlon Jardim no pleito 2009-2012. Veja mais repasses para a prefeitura neste blog.

Próximo prefeito de Jaíba administrará com arrecadação maior com aumento de FPM

O maior repasse financeiro de prefeituras do interior é o Fundo de Participação dos Municípios –  FPM que é depositado três vezes por mês nos dias 10, 20 e 30 via Banco do Brasil. É com esse dinheiro que os prefeitos arcam com despesas do dia a dia para manutenção dos trabalhos básicos.
A arrecadação de Jaíba atualmente está em torno de 6 milhões por mês, sendo que a parcela de FPM que é a maior fica em cerca de 2 milhões/mês. Para definir o valor de repasse do Fundo de Participação, o Governo Federal usa os dados do IBGE acerca da população de cada município.
Há uns 10 anos a cota de participação do município de Jaíba era definida em 1.6 e a partir de janeiro de 2017 será aumentada para 1.8, pois a última estimativa do IBGE atingiu o patamar para este reajuste que é assim definido: Até 10.188 habitantes – Cota 0,6; De 10.189 a 13.584 – 0,8; De 13.585 a 16.980 – 1,0; De 16.981 a 23.772 – 1,2; De 23.773 a 30.564 - 1,4; De 30.565 a 37.356 – 1,6; De 37.357 a 44.148 – 1,8; De 44.149 a 50.940 – 2,0 e  De 50.941 a 61.128 – 2,2.
A população de Jaíba contada no último censo em 2010 era de 33.587 pessoas. O IBGE vem aumentando uma vez por ano através de estimativa de crescimento de cada município, e recentemente o Instituto do Governo estimou a população de Jaíba em 37.517 habitantes chegando, portanto a atingir a cota 1.8 que equivale a um aumento mensal de cerca de 200 mil reais. Ou 2,4 milhões/ano.
Para determinar o valor do FPM são usadas informações sobre a população de cada município e a renda per capta de cada Estado. O IBGE avalia anualmente a variação populacional no Brasil todo, e apresenta os novos números ao Tribunal de Contas da União - TCU. A criação de novos municípios também interfere no valor da transferência, pois o “bolo” é dividido para todos.

Pode acontecer de a população de um Município diminuir de um ano para o outro, neste caso, o seu coeficiente de faixa populacional diminuirá e, muito provavelmente, seu percentual de participação no FPM também. 

Acordo define normas para campanha política em Jaíba

Ao contrário do que muitos comentam a justiça eleitoral não impôs nenhuma proibição nas normas das campanhas políticas de Jaíba. Houve sim um acordo entre os candidatos para melhor adequar o formato das manifestações políticas.
O acordo ficou determinado que cada candidato a prefeito terá apenas quatro veículos de som sendo dois para área urbana e dois para área rural. Fogos de artifício não poderão ser usados em nenhuma hipótese durante a campanha.
Não haverá carreatas nem passeatas, apenas arrastões dentro do local onde houver comício ou reunião. O arrastão não deve ter ajuste marcado com antecedência.
O último comício será dia 29/09 (quinta-feira) para os três candidatos assim distribuídos: Lindomar Silva no bairro Veredas; Jimmy Silva no bairro São Francisco ou outro próximo deste, e Reginaldo Silva na praça do Mercado.
Nos dias 30/09 (sexta-feira) e 01/08 (sábado) haverá reuniões e manifestações dos três candidatos assim distribuídos:
Sexta-feira à noite – Reginaldo nos bairros Bandeirante, Veredas e Centro. Lindomar nos bairros São Francisco, Copasa, Campos Altos e Jardins. Jimmy nos bairros Independência, Cidade Nova, Vila Nova Esperança, Centro Comunitário e Nossa Senhora da Glória.
Sábado de manhã – Reginaldo nos bairros Centro Comunitário, Nossa Senhora da Glória, Vila Nova Esperança, Cidade Nova e Independência. Lindomar nos bairros Bandeirantes, Veredas e Centro. Jimmy nos bairros Jardins, Campos Altos, Copasa e São Francisco.
Sábado à tarde – Reginaldo nos bairros São Francisco, Copasa, Campos Altos e Jardins. Lindomar nos bairros Independência, Cidade Nova, Vila Nova Esperança, Centro Comunitário e Nossa Senhora da Glória. Jimmy nos bairros Bandeirante, Veredas e Centro.

Este acordo após assinado pelos três candidatos, se descumprido serão multados no valor de cinquenta mil reais por cada infração.

O perfil do eleitor de Jaíba

Em Jaíba atualmente existem 23.463 eleitores aptos a votarem nestas eleições. Cerca de 18 mil votos são validados nas urnas, o que caracteriza muito desperdiço de votos causados por ausência, votos nulos e brancos. Do total de eleitores, 7.7760 (33%) são considerados analfabetos e apenas lê e escreve.
Na região Norte Mineira quase 20% dos eleitores são considerados analfabetos. O Tribunal Superior Eleitoral divulgou estatísticas do eleitorado de cada município brasileiro e as cidades do Norte de Minas têm informações que chamam atenção pelos contrastes nos números.
Montes Claros, o maior colégio eleitoral da região, tem 4,8% de eleitores analfabetos, enquanto Rio Pardo de Minas apresenta 19,5% de analfabetos aptos a votar. A cidade de Pirapora tem apenas 3% de analfabetismo. Cientistas políticos afirmam que índices entre 2 e 3% são aceitáveis. Países de baixo poder aquisitivo, como Cuba, tem menos analfabetos que o Brasil.
A pesquisa do TSE “Estatísticas Eleitorais 2016 – Eleitorado” está disponível no portal do tribunal. Os dados do eleitorado de Jaíba são assim definidos:
ENSINO FUNDAMENTAL INCOMPLETO 7.718 - 33%
LÊ E ESCREVE 5.210 - 22%
ENSINO MÉDIO INCOMPLETO 4.440 - 19%
ANALFABETO  2.450 - 10%
ENSINO MÉDIO COMPLETO 2.117 - 9%
ENSINO FUNDAMENTAL COMPLETO 842 - 4%
SUPERIOR COMPLETO 377 - 2%
SUPERIOR INCOMPLETO 226  - 1%
NÃO INFORMADO 83 - 0%
TOTAL: 23.463 

Qual a vantagem de anular ou votar em branco

Neste momento quente de eleição, existem muitas dúvidas na cabeça do eleitor sobre a questão de anular ou votar em branco, numa questão de protesto, dentro do motivo maior que é o desgaste da figura do político brasileiro, diante de tanta denúncia de corrupção e a falta de punição e pouca cadeia para os acusados.
A tônica maior desta questão é o fato de muita gente achar que se a metade mais um dos votos apurados forem nulos ou brancos, existirá uma nova eleição com novos candidatos. Este é um grande engano que permanece na cabeça de muitos eleitores.
A lei diz: Se a nulidade (fraude nas eleições e não voto nulo ou branco) atingir a mais da metade dos votos, julgar-se-ão prejudicadas as demais votações e o Tribunal marcará dia para nova eleição dentro do prazo de 20 (vinte) a 40 (quarenta) dias.
Em Jaíba teve um grande exemplo
Para melhor entendimento do eleitor, podemos citar o caso que ocorreu em Jaíba nas últimas eleições municipais em que um médico, considerado como FICHA SUJA resolveu forçar uma candidatura e aproveitando de brechas na lei da época, (que não existem mais) registrou sua candidatura e mesmo diante da certeza que não chegaria a lugar nenhum tocou sua campanha com uma frase emblemática: “Se a minha foto não aparecer na urna não precisa votar em mim”.
Nesta campanha que ocorreu em 2012, uma brecha da lei permitia que pudesse trocar de candidato na véspera da eleição aproveitando a mesma foto registrada anteriormente. Este procedimento não é mais permitido.
Nestas eleições municipais de Jaíba, se não fosse trocado o candidato, a eleição seria considerada nula, ou seja, os votos seriam nulos, pelo fato dos eleitores terem votado num candidato irregular (ficha suja) e consequentemente haveria uma nova eleição. Existia a malandragem do Ficha Suja recuar e colocar uma “laranja” em seu lugar.
Campanha do voto nulo e branco é uma farsa

A justiça esclarece que votos nulos e brancos são como se não existissem, não são válidos para fim algum. Se o eleitor pretende votar nulo, ou em branco, este é um direito dele. Importa que esteja devidamente esclarecido que seu voto não atingirá finalidade alguma. Por outro lado, uma grande quantidade de votos nulos e brancos pode propiciar que um candidato seja eleito com menos votos que o previsto, pois numa apuração, são contabilizados apenas os votos válidos.

Ex delegado de Jaíba comanda Polícia Civil do Norte de Minas

O delegado de Polícia Renato Nunes comandará a Polícia Civil em nossa região. A sua nomeação foi publicada neste mês de setembro e com esta ascensão o mesmo será transferido de Montalvânia para Montes Claros.
Este delegado atuou por muito tempo em Jaíba, tendo inclusive construído o prédio da delegacia local com apoio das pessoas desta cidade.
O município de Jaíba pode ter muito ganho com esta nomeação, diante do visível sofrimento da população no setor de insegurança pública.
O novo chefe da Polícia Civil, juntamente com o próximo prefeito que assumirá em 2017 pode resolver sérios problemas de Jaíba.

No período em que foi delegado de polícia em Jaíba, Renato Nunes Henriques também exerceu o mandato de vereador em Manga.

Recursos recebidos pela Prefeitura de Jaíba no mês passado (agosto) podem ter ultrapassado a DEZ milhões de reais

Sem contar a arrecadação local, no mês passado, agosto, entrou nos cofres da Prefeitura de Jaíba, um montante de R$ 9.460.370,59. Continuamos publicando mensalmente os valores institucionais que entram nos cofres desta prefeitura, para que a população tenha conhecimento e noção da dimensão dos recursos que são gastos pelo executivo local.
Tivemos acesso apenas aos valores repassados pelo Governo Federal e Estadual via Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal, mas se contabilizar os recursos arrecadados pelo próprio município como IPTU, ITBI, ISSQN, CND, Taxa de Iluminação Pública e outros, pode se chegar a um valor que pode superar os 10 milhões de reais, o que é um montante considerável para o tamanho do município de 37 mil habitantes.
A reportagem do Folha apurou e está divulgando apenas os repasses constitucionais que entraram nos cofres do município no mês passado (agosto), chegando ao valor de R$ R$ 9.460.370,59. Este valor não consta a arrecadação municipal.
Lembrando que no ano passado, 2015, entraram nos cofres da Prefeitura de Jaíba R$ 56.710.840,49. Sem somar a arrecadação local, sendo que a somatória do ano passado ultrapassou os 60 milhões de reais.
Em 2016 nos oito primeiros meses foi depositado na conta da prefeitura via banco do Brasil R$ 44.025.738,98.
Possíveis convênios estaduais ou federais, também não foram somados. Portanto a arrecadação do mês de agosto pode ter ultrapassado ao valor de 10 milhões de reais. Confira os repasses do mês de agosto/2016:
- FPM - FUNDO DE PARTICIPACAO DOS MUNICIPIOS -  R$ 1.472.124,76
- FEP – FUNDO ESPECIAL DO PETRÓLEO – R$  16.867,74
- ICMS DESONERAÇÃO EXPORTAÇÃO – R$  6.675,21
- ITR - IMPOSTO TERRITORIAL RURAL - R$ 619,47  
- ICMS ESTADUAL -  R$  1.119.391,92     
- FUS - FUNDO SAUDE - R$ 391.851,34    
- IPI EXPORTACAO - R$   9.713,69     
- ISS IMPOSTO SOBRE SERVIÇO R$ 1.389,38     
- AUXÍLIO FOMENTO EXPORTAÇÕES – R$  00    
- CID CONTRIB. INTERVENÇÃO ECONÔMICA R$ 00
- FUNDEB – FUNDO MAN. DES. ED. BASICA -  R$ 5.809.318,41   
- SNA - SIMPLES NACIONAL - R$ 31.107,96     
- IPVA – IMP.SOB.PROP.VEIC.AUTOM. – R$ 68.514,17             
- PROGRAMA DE VIGILANCIA EM SAUDE – R$ 19.376,88
- MÉDIA E ALTA COMPLEX. AMB. HOSPITALAR – R$ 75.805,00
- AQUISIÇÃO EQUIPAMENTOS PERMANENTES – R$ 00
- ATENÇÃO BÁSICA EM SAÚDE – R$ 304.532,00
- ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA – R$ 14.480,18         
- APOIO TRANSPORTE ESCOLAR – R$ 25.194,30
- SALÁRIO EDUCAÇÃO – R$ 61.758,12    
- ALIMENTAÇÃO ESCOLAR – R$ 31.650,00       

sexta-feira, 19 de agosto de 2016

A sorte está lançada – três candidatos disputam a prefeitura de Jaíba

LINDOMAR C. Silva (prefeito) AMARO R. Neto (vice-prefeito) 
JIMMY D. Silva (prefeito) APARECIDO M. Souza (vice-prefeito)
                              REGINALDO A. Silva (prefeito) ARNALDO H. Dias (vice-prefeito)

O município de Jaíba mantém a sua tradição de nunca ter lançado mais de três candidatos a prefeito. Sendo que na última eleição foi inovado o lançamento de um golpe denominado de junta junta na reta final para prejudicar determinada candidatura com a “venda” antecipada de cargos e secretarias, e esta prática pouco convencional não está descartada para as atuas eleições.
Foi diminuída a quantidade de candidatos a vereadores. Na última eleição foram lançados 152 postulantes e atualmente temos 121 candidatos para treze vagas. A coligação “Amor e respeito por Jaíba” de Reginaldo (prefeito) e Arnaldo (vice) lançou 76 candidatos. A coligação “Jaíba não pode parar” de Jimmy (prefeito) e Aparecido (vice) lançou 26 candidatos, enquanto a coligação “Legislar para todos” de Lindomar (prefeito) e Amaro (vice) lançou 19 candidatos.

Coligação corre sério risco de não eleger nenhum vereador
Diante do iminente desânimo do eleitor está muito difícil para eleger um vereador, principalmente pela exigência da lei eleitoral, pois para ser eleito um é necessário adicionar os votos de outros candidatos.
Para eleger um vereador, é necessário que sua coligação atinja um determinado número de votos, conhecido como coeficiente eleitoral. Para conhecer o coeficiente eleitoral é preciso dividir os votos válidos para vereador pelo número de cadeiras, no caso de Jaíba, são treze vagas.
Na última eleição municipal de 2012 o coeficiente eleitoral em Jaíba foi de 1.426 votos. Para analisar se determinada coligação, ou se determinado candidato a prefeito terá ou não vereadores eleitos, basta analisar os nomes dos atuais candidatos (veja lista abaixo) e avaliar quantos votos poderão obter. Lembrando que se tiver 3.000 votos, fará dois vereadores, 4.500 votos faz três e assim sucessivamente. Se não atingir o coeficiente não faz nenhum vereador.
A chapa de Reginaldo - Arnaldo lançou três coligações; Jimmy – Aparecido lançou apenas uma coligação e a chapara Lindomar – Amaro também lançou apenas uma coligação. Divulgamos a lista de todos os candidatos a vereador e suas respectivas coligações:
Reginaldo – Arnaldo - PSD -  PSC - Agostinho José de Freitas  55.678 - Ariana Ferraz  55.123 - José Pascoal Quaresma 55.455 - Jú Gorutubano  55.332 - Luciene Bispo  55.567 - Manoel Rosa de Oliveira 55.222 - Nelson Soares Alves 55.555 - Nestor Dentista  55.111 - Salvador de Souza  55.552 - Eltin Enfermeiro 55.789 - Juliana Barbosa  55.550 - Edelsônia Caldeira Damasceno 55.250 - Aurora Maria Barbosa Moreira 55.000 - Gilmar Santana de Jesus 20.223 - Leonardo Brandão Santos 20.999 – Riva do Gás 20.789 - Robervaldo Soares de Souza 20.255 - Anizio Alves Campos 20.000 - Edna Correia de Oliveira 20.555 - Flávia Danielle L. Panicalli 20.233 - José Teixeira da Cruz 20.123 - Leandro Rodrigues de Jesus 20.455 - Marcos Roberto Ruas 20.456 - Maria Lúcia da Silva Dias 20.500 - Paulo Sérgio da Silva 20.222 - Valter Rodrigues de Jesus 20.444.
Reginaldo – Arnaldo - PMN – PSDC - PSL - SD – PTC - Cizão 33.123 - Antonio Aparecido Pereira Guerra 33.214 - Antonio Rosa da Cruz 33.033 - Diego Souza Dantas 33.789 - Antonio Miguel Silva 33.333 - Gianei Alves Fernandes 33.321 - Joelma Alves Pereira Braga de Castro 33.023 - Rosilene Antunes Oliveira Viana 33.456 - José Macedo do Nascimento 27.123 - Antonio Carlos Barbosa 27.027 - Arlete Aparecida Dias Freitas Aguiar 27.777 - Helenice dos Reis Lobato 27.111 - Valdirena dos Santos Madureira 27.277 - Vandis Verissimo da Silva 27.320 - Bruna Thaina Rodrigues Martins 17.555 - Edilson Gonçalves da Silva 17.123 - Dienhson Gleisson Rodrigues 17.444 - Jailson Gonçalves da Rocha 17.222 - Noelson Costa de Oliveira 17.777 - Cleusman Nogueira dos Santos 77.555 - Valdemir Soares da Silva 77.777 – Dirce Garcia ladeia 36.555.
Reginaldo – Arnaldo - PEN – PRTB - PSDB - PV - Pastor Enéas 51.234 - Almelicio Custódio Jorge 28.112 - Amanda Laiany Cardoso Xavier 28.444 - Arlindo Nunes de Souza 28.333 - Nivaldo Gonçalves dos Santos  28.888 - Adilson Dutra de Carvalho 28.000 - Tácio Dutra 28.555 - José Aguinaldo Coelho 28.123 - Nelci Alves Conceição 28.122 - Nelson de Deus Correa 28.250 - Sidney Tacito de Souza 28.777  – Meiremice Barbosa Silva 45.444 – Roberta Silva 45.555 - Edilson Ferreira dos Santos 45.200 – Fernandim 45.123 - Joelina Antunes dos Anjos Rocha  45.789 - Quitéria Maria Miguel 45.456  - Cesar Preto 43.123 - Pezão Pintor 43.555 - Maria de Lourdes Ferreira da Silva 43.423 - Braulino Martins dos Santos 43.222 - Cleusany Valério da Silva  43.444 - Douglas Damaqui 43.789 - Jose Adriano Silva Pinho 43.333 - Manoel Batista Soares 43.612 - Marcelo Alves Dutra  43.456 - Marlete Lima Pereira 43.999.

Jimmy – Aparecido - PCdoB - PDT - PROS - PRB - PP - PHS PTN  - Wandre cunhado de Jimi 65123 - Osmano do Açougue 12345 – Carmen Silva 12000 – Eliene Mendes 12123 - Eston Mototaxi 90123  - Simone de Tuniquim 10000 – Têla do Açougue 10650 – Edivaldo Ferreira 10.122 – Wendel Cristian 10123 - Amanda Tomaz 11111 – Bié do Projeto 11123 – Pastor Júnior 11777 -   Chico Pedreiro 31999 – Quitéria da RM 31777 – Dão Moranga 31789 – Irmão Marcos 31000 – Dezim Frente três 31333 – Elias do Açougue 31111 – Elza Lopes 31222 – Dema do NHum 31555 – Wallison do Açaí 31123 – Geisse Maira 31523 - Edinei Bu 19666 – Eugênio da ambulância 19123 – João Maria 19999 – Marilza Rosa 19000.

Lindomar - Amaro - PT – PMDB – PSB – PRP – REDE - Leila do Sindicato 13.610- Ana Cristina do Projeto 13.456– Boneka 13.333- Keu da Beta 13.135– Dermeval 13.650- Deilson do Táxi 13.000 - Ademir Cabeção 13.789- Reginaldo do Paraterra 13.800 - Manoel Serapião 13.001- Rafael Chagas 13.640- Weliton de Sr. Valmizinho 13.123- Adonias do Sem Terra 15. 000- Zé  Francisco 15.123- Pabula  15.300- Farrique Xavier 40.640– Murilo Silva 40.000- Braga do Taxi 44.123– Betinha 44.000- Ricardo de Tia Gê 18.888.


Justiça eleitoral determina teto máximo com gastos em Jaíba – 108 mil para prefeito e 10 mil para vereador

Esta eleição de 2016 é a primeira que acontece depois das mudanças da nova reforma na lei eleitoral e vai trazer sérias consequências para aqueles políticos viciados em gastar rios de dinheiro na compra camuflada de votos, ou mesmo gerar despesas de campanha que não possa declarar de forma correta, podendo correr o sério risco de ganhar uma eleição e ficar impedido de tomar posse.
Muitas inovações vieram com a nova lei, principalmente no tocante a recursos, envolvendo doações e mesmos no limite de gastos. As doações de pessoas físicas permanecem limitadas a 10% dos rendimentos brutos declarados pelo doador no ano anterior à eleição (2015), com a previsão de que a extrapolação acarretará a aplicação de multa no valor de cinco a dez vezes a quantia em excesso.
Ficam excluídas desse teto de 10% as doações estimáveis em dinheiro relativas à utilização de bens móveis ou imóveis de propriedade do doador, desde que o valor estimado não ultrapasse oitenta mil reais.

Já o candidato poderá empreender recursos próprios até o limite de gastos estabelecido para o cargo ao qual concorre. No caso de Jaíba, para prefeito não pode ultrapassar R$ 108.039,06 e para vereador o teto máximo não passa de R$ 10.803,91.

Jimmy contrata mais de um milhão de reais com papelarias

Parece que a prefeitura local estava meio sucateada com a falta de material de escritório e de informática, pois o atual prefeito assinou recentemente um contrato milionário com papelarias de Jaíba e de outras cidades para suprir este setor.
Mesmo sabendo que a licitação é pública para todos, parece que o comércio local não tem muito interesse de negociar com o prefeito Jimmy, pois o mesmo contratou no mês passado (julho) com papelarias também de outras cidades no valor de R$ 1.204.618,85 para aquisição de materiais de expediente, escritório e didáticos.

As papelarias beneficiadas são: Contexto Livraria e Papelaria no valor de R$ 696.287,22 de Janaúba – Francinete de Jesus Barbosa e Souza (Companhia dos Botões) no valor de R$ 73.099,85 de Porteirinha – M&E Papelaria e Informática no valor de R$ 435.231,78 de Jaíba.

Os novos contratados pela prefeitura para coleta de lixo

A prefeitura desta cidade rompeu um contrato devidamente licitado (ainda em vigor) com uma empresa que vinha fazendo a coleta de lixo em Jaíba e efetuou os novos contratos sem licitação com: Ferreira e Silva Construções e Locações no valor de R$530.400,00 de Janaúba – Construtora e Locadora Jaíba no valor de R$215.680,00 localizado na rodovia MG401 em Jaíba – Werbem Magalhães Soares Farias no valor de R$291.840,00 localizado na rua Presidente Vargas, 1.150 em Jaíba. 

Lâmpada queimada em sua rua - Seu Direito, Você Já Pagou, Reclame

  Se não resolver denuncie na ANEEL com o protocolo

Muita gente tomando suco de milho achando que é cerveja

O Brasil, que hoje é o terceiro maior produtor de cerveja no mundo, na realidade não produz a real cerveja e sim suco de milho.
A "Reinheitsgebot", Lei alemã da Pureza da Cerveja, é de 1516 e tem como objetivo regular a fabricação da bebida em território alemão. A lei é simples, diz apenas que a cerveja só poderia ser feita com três ingredientes: água, malte de cevada e lúpulo. Até hoje, mais de quinhentos anos depois, a maioria dos cervejeiros alemães ainda segue a receita à risca.
No Brasil, grandes marcas nacionais como a Kaiser, Skol, Brahma, Antarctica, Bohemia e Itaipava se aproveitam de uma "brecha" na legislação brasileira para não usarem cevada em suas bebidas. O que entra na garrafa então é milho transgênico, produto que reduz drasticamente o custo das cervejarias.
A 'nova fórmula' da bebida no Brasil começou a ser posta em prática a partir de 2007, quando o governo liberou a comercialização de milho transgênico em território nacional.

Em 2013, uma pesquisa de cientistas brasileiros foi publicada com estudos sobre a composição dos alimentos demonstrando o alto grau de adulteração da cerveja brasileira. O consumidor deve, portanto, pensar bem antes de comprar a cervejinha para o churrasco. O risco de levar gato por lebre é grande. 

Regras para a campanha política – 2016

É permitido colocar adesivos em carros, só que legislação eleitoral regulamentou as dimensões. Pode usar aquele adesivo micro perfurado em todo o vidro traseiro do carro. E em outras posições do veículo, ele pode usar o adesivo no limite máximo de 50 centímetros por 40. E todos esses adesivos devem conter o CNPJ de quem contratou e de quem foi contratado, e o número de tiragem.
E, hoje, não é mais permitida a pintura em muro em qualquer dimensão. E em casos de cartazes, só pode ser feito por meio de papel ou adesivo no limite máximo de meio metro quadrado. Também não pode ocorrer o pagamento.

Os comícios continuam sendo permitidos até a quinta-feira (30 de agosto). Eles podem ser realizados de oito horas da manhã até a meia noite. É permitido o uso de amplificadores de som, inclusive de trio elétrico, desde que esse trio permaneça parado para amplificar o som do comício. E no caso de passeatas e carreatas, elas podem ser realizadas até à véspera das eleições, às 22 horas. Durante esses eventos é permitida a distribuição de santinhos, mas o candidato não pode ir em um carro de som nessas passeatas e carretas e transformar aquele evento em uma espécie de comício móvel.